Peugeot 206 Quiksilver 1.0

Peugeot 206 Quiksilver 1.0 - Uberlândia

Peugeot 206 Quiksilver 1.0

  • Peugeot 206 Quiksilver 1.0
  • Peugeot 206 Quiksilver 1.0
  • Peugeot 206 Quiksilver 1.0
  • Peugeot 206 Quiksilver 1.0
  • Peugeot 206 Quiksilver 1.0
  • Peugeot 206 Quiksilver 1.0
  • Peugeot 206 Quiksilver 1.0
R$ 9.300,00
Ficha técnica
  1. Combustivel: Gasolina
  2. Cor: Prata
  3. Portas: 4
  4. Ano/Modelo: 2003/2003
  5. Km: Não informado
  6. Usado: Sim
Acessórios
  1. - Completo
  2. - Ar Condicionado
  3. - Ar Quente
  4. - Direção Hidráulica
  5. - Trava Elétrica
  6. - Vidro Elétrico
Observações

Niterói Automóveis

Niterói Automóveis Niterói Automóveis
Endereço: Av. Brasil,2295 - Aparecida - Uberlândia - Minas Gerais
WhatsApp: (34)9155-7377
Telefone: (34)3232-2043
Telefone: (34)3212-4747
Celular: (34) 999937667
Celular: (34) 991557377
Fax: (34)3232-2043
Contato: Shot
Atenção
  1. 1. Os dados aqui informados são de inteira responsabilidade do anunciante, cabe ao usuário certificar-se da veracidade das informações e do estado de conservação do veículo que pretende comprar.
  2. 2. A Autoscar não realiza a intermediação das vendas, compras, trocas ou qualquer outro tipo de transação feita pelos usuários, não recebendo qualquer comissão ou participação nas negociações que eventualmente se realizarem através de anúncios veiculados neste website.
  3. 3. Não nos responsabilizamos por quaisquer danos diretos e/ou indiretos causados ao usuário ou a terceiros, advindos da exibição dos anúncios em desacordo com as Leis Criminal, Civil e em especial ao Código Brasileiro de Defesa do Consumidor, por parte do anunciante.

Mesmo com apenas doze anos de existência, o Peugeot 206 teve tempo suficiente para deixar sua marca na história do automobilismo, ao ser o carro mais vendido da montadora e por ser um veículo ágil muito adequado para o trânsito nos grandes centros urbanos.

Foi apresentado em 1998 durante o Salão de Genebra como o sucessor do 205, com um pequeno cupê de teto rígido retrátil sob o nome de Vingt Coeur, que nada mais era do que um rascunho do futuro 206.

Seis meses depois de fazer sua aparição em Genebra, agora já com o seu nome original, era lançado no Salão do Automóvel de Paris, e logo de cara chamou a atenção do público pelo seu design de linhas arredondadas, e os seus faróis que lembravam olhos felinos.

Tinha algumas características de seu antecessor, como o motor transversal e a tração dianteira, mas era um pouco maior em relação à altura, que era de 3,83 metros de comprimento, e sua distância entre-eixos de 3,70 m.

Vinha com duas opções de motorização: um TU de 1.1, 1.4 e 1.6 litros, movidos a gasolina, que entregavam as respectivas potências de 65, 75 e 90 cavalos, e as velocidades de torque de 9,3, 11,3 e 13,8 kgfm. Já o segundo era o motor DW8 1.9 a diesel, que tinha 70 cavalos de potência e 12,7 kgfm de torque.

A chegada do modelo ao Brasil ocorreu em 2001, quando passou a ser produzido na fábrica da cidade de Porto Real, no interior do Rio de Janeiro, onde inicialmente foi vendido na versão 1.6, seguido das 1.4 e 1.0 (sendo este último emprestado da Renault, de seu modelo Clio).

Em 2004 foi pioneira no país ao ter sido a primeira montadora a abandonar os motores 1.0, com o relançamento do 206 1.4 Flex, que vinha com preço compatível com os 1.0 da época.

No ano seguinte chegaria ao mercado a versão perua 206 SW, que chegou a ser uma concorrente da Parati; além da versão esportiva 206 Escapade.

Apesar de ter sido um caso de grande sucesso e aceitação de público, chegaria ao seu fim no ano de 2009, quando a Peugeot encerraria sua produção na fábrica carioca, para dar lugar para versão 207, que era mais em conta.